Khalil Gibran

Como o perfume...


Como o perfume que as flores exalam

Quem de vocês não percebe que seu poder de amar não tem limites? Se nosso Deus conferiu à terra a arte de ser ninho para a semente aparentemente morta, por que não deveria conferir ao coração do ser humano o poder de incutir a vida num outro coração aparentemente morto? Não é também o tempo, assim como o amor, indivisível e infinito? O que quer que a alma deseje ardentemente, o espírito conseguirá. Sua verdade encontrará a minha no mundo que virá: eis que se fundirão uma à outra como o perfume que as flores exalam, tornando-se uma só que em si tudo abarca, imortal na imortalidade de amor e de beleza. O infinito conserva apenas o amor porque apenas o amor é sua imagem.hospedagem de sites gratis php
Khalil Gibran

Sobre Maria Raquel de Oliveira Souza

Sou bem assim... Como todos são! "Você é aquilo que ninguém vê. Uma coleção de histórias, memórias, dores, delícias, pecados, bondades, tragédias, sucessos, sentimentos e pensamentos. Se definir é se limitar. Você é um eterno parênteses em aberto, enquanto sua eternidade durar." Machado de Assis

0 comentários:

Postar um comentário

Quando você esta bem e feliz consigo mesmo, as coisas ao seu redor tendem a melhorar também, sob a influência da sua boa e contagiante energia.” (Eu)
Receberei com muito carinho e gratidão as boas energias das pessoas que gostarem do meu blog, e desejarem deixar um pouquinho delas aqui, através de seus comentários. Optchá!!!

Tecnologia do Blogger.